fbpx
Provas

Luizinho é o grande campeão da primeira etapa do ano do Circuito Brasileiro de Mini Ramp 

Written by Michel Correa

Representante brasileiro nas Olimpíadas conquistou o lugar mais alto do pódio ao lado de Rogério Febem e Murilo Peres

Mini Ramp Pro Attack abre o calendário de eventos do ano da Plataforma STU 

Um dos representantes brasileiros nas Olimpíadas de Tóquio, Luizinho foi o grande campeão da primeira etapa do ano do circuito brasileiro de Mini Ramp. Rogério Febem e Murilo Peres completaram o pódio da competição, que também teve a participação de Pedro Barros, medalhista de prata nos Jogos deste ano, entre os finalistas. Ao todo, 50 skatistas se reuniram em São José dos Campos (São Paulo) para disputar o Mini Ramp Pro Attack, competição que abriu o calendário de eventos da Plataforma STU. Entre as mulheres, as atletas olímpicas Dora Varella e Yndiara Asp marcaram presença e disputaram as eliminatórias, mas não se classificaram para a final. O evento deste fim de semana foi fechado apenas para os atletas e seguiu todos os protocolos sanitários vigentes. O Mini Ramp Pro Attack é patrocinado pelo Banco BV, TNT Energy Drink, Vans e New Era e conta com o apoio da Diamond e Posso. A próxima etapa acontece no Rio de Janeiro, nos dias 27 e 28 de novembro. 

A competição reuniu skatistas que estão no topo da modalidade como Pedro Barros, Luizinho, Murilo Peres, Rony Gomes, Dora Varella e Yndiara Asp, e não foi fácil para os juízes escolher quem iria para a semifinal. Apesar do evento ter sido fechado apenas para atletas, o fim de semana foi de muita energia e entrosamento entre os participantes. 

Luizinho chegou com o joelho machucado, mas, mesmo assim fez manobras incríveis, garantiu a vaga para a semifinal e foi o grande campeão do fim de semana. “Foi incrível! Skate quebrou, peguei do amigo, joelho machucado, e no final tudo deu certo, né? Acho que era para ser. Hoje eu estava iluminado”, comemorou o atleta. 

Um dos jurados responsáveis por escolher as melhores manobras, Marcos Hiroshi, ressaltou a habilidade dos participantes: “Os melhores do mundo estão aqui competindo. Bastante gente boa e como são três voltas, tivemos que bater um por um para chegar aos escolhidos. Todos têm um nível técnico muito bom, então sempre é difícil selecionar quando o nível é alto”, explicou. 

Dora e Yndiara destacaram a importância de marcar presença em um campeonato nacional. “É muito bom poder voltar das Olimpíadas e ver a proporção que o skate tomou. O esporte está crescendo muito, está tendo muito mais investimento, mais praticantes, mais infraestrutura e muito por conta dos Jogos. E agora, poder voltar aos campeonatos e ver o pessoal andando em alto nível, se divertindo, só risada, só evolução”, explica. Ela ainda falou sobre o que espera do futuro para a modalidade. “Eu e a Yndiara viemos aqui mesmo não tendo feminino profissional porque a gente queria representar, a gente veio fazer nossa parte e espero que no futuro a gente tenha tantas meninas quanto homens”. 

Já Yndi ressaltou a relevância do esporte ter se tornado olímpico. “Foi bem revolucionário esse momento que aconteceu nas Olimpíadas. Muita gente que não conhecia o skate, pode admirar as manobras e entender um pouco mais do esporte. E essa foi nossa missão e foi cumprida com sucesso. E tomara que isso continue trazendo bons resultados para o skate, que está deixando de ser discriminado para ser admirado”, afirmou a atleta. 

Classificação final: 

1º – Luiz Francisco Mariano “Luizinho” 

2º- Rogério Febem 

3º- Murilo Feitosa 

4º- Hugo Montezuma 

5º- Carlos de Andrade “Piolho” 

6º- Pedro Barros 

InPress Porter Novelli – Assessoria de imprensa Plataforma STU 

Gabriela Murad – gabriela.murad@inpresspni.com.br – (21) 999644521 

Camila Coimbra – camila.coimbra@mediaguide.com.br

About the author

Michel Correa

Paulista de 43 anos, agile consultant e product manager.
Corredor de maratonas nas horas vagas.
Embaixador Centauro Esportes

%d blogueiros gostam disto: